quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

FANATISMO



Quero te sentir na relva úmida;
Quero te amar com intensidade
Despedaçar-te com humildade
E arrancar de ti toda a verdade.
Quero te refazer a todo instante
Remexendo em tudo que é restante:
Papelada, carta ou retrato autografado.
Quero fazer todo lugar em ninho;
Todo lugar que tenha cheiro de guardado,
Cheiro de barro molhado,
Cheiro de coisa nova.
Quero a todo o momento repassar os momentos
Passados a todo instante: na cama, na relva, na varanda.
Quero ter a mesma ansiedade,
a antiga ansiedade do primeiro dia de aula,
E que a cada dia seja uma matéria diferente,
Baseada na velha matéria ,
Da casquinha de sorvete;
Barro com cheiro de molhado;
Coisa com cheiro de nova.

(Nereida Coelho)

8 comentários:

Tathy disse...

Queridíssima Nereida

Que belo poema! Parabéns!
Nossa ao ler sua poesia fiquei emocionada, falou bem alto ao que estou sentindo atualmente.
Grandes beijos da sua irmã de sal e mar.

Canteiro Pessoal disse...

Nereida. Suspeita sou ao Filme 'Fantasma da Ópera', pois está em minha seleção de apreciação. Foto escolhida por ti foi de pura inspiração, tal modo que me silencia. Seu escrito é tão excelente que meus olhos estão reluzentes e ao mesmo tempo, desfalecidos. Ah... ess 'coisa com cheiro de nova, na cama, na relva, na varanda'.
[...] como sempre, embrenhando-nos ao letral que tanto fala no pouco que sabemos. Ah, como é gratificante ser vencida pelo vasto ninho das letras. Há tanto acumulo nelas, mundo imenso fazendo o ser no humilde rico e volumoso no cá de dentro. No tempo do cultivar campos que se abrem em sol e trigo, cobrindo-se de flores e buscando horizontes renováveis. Escondendo e desvendendo segredos, hum... mistérios e ensinando-nos a voar. Brotar de rios enchendo de chuva que emendam outros rios e ao descobrimento do mar silencioso. Os dias que veem vindo a pintar o cantar eufórico duma canção de memórias. Pedaços de jóias raras e flores guardadas sempre a florir em toque. Vem visitar em docibilidade e matar de sede. De presente a nos ofertar. Sabe, fico a me perguntar, que violinista, mulher, tem em suas mãos a doce canção ? O violinista, homem, que escreve, com o arco de uma só nota no seu livro. Tatuagem no papel por rabiscos de letras que se agrupam em grande sinfonia. A letra que pode alcançar, lendo o livro de mistérios e chave no ar. Como é belo, pois 'da costela retirada fez-se o mistério que trouxe o riso ao rosto'. Já que com a marca do buquê vem o retrato PERFEITO, com as pétalas vamos nos banhar. Eperando-o, vestindo pétalas, apenas pétalas vestir. Comprar múltiplas flores e as nomeiar com uma canção. Realmente, quando estamos inteiros, coloridos estamos.

Abraços e paz

Priscila cáliga

Graça Tristão disse...

BOA NOITE AMIGA...ESTOU NA NET SÓ A NOITE...ESTOU PASSANDO MEUS DIAS NO SÍTIO...ESTAMOS DANDO UM "UP" PARA AS FÉRIAS...DEIXANDO TUDO "ARRUMADINHO"...POSTEI ONTEM E NÃO TIVE TEMPO DE TE VISITAR...POR ISSO ESTOU FAZENDO SÓ AGORA O SELINHO QUERO TE CONHECER MELHOR...É SEU...AS REGRAS VOCÊ É QUEM SABE!
PAZ E LUZ NO SEU CORAÇÃO...
BJ
GRAÇA

Graça Tristão disse...

AMIGA SEU BLOG TÁ LINDO!
BJ
GRAÇA

Graça Tristão disse...

AMIGA NEREIDA É QUE NO SÍTIO NÃO TENHO NET...SÓ AQUI NA CIDADE...COMO TENHO FICADO A MAIOR PARTE DE MEU TEMPO LÁ...SÓ DA PARA POSTAR A NOITE...
VOLTE A SENHORITA TAMBÉM MAIS VEZES...É TÃO GOSTOSO ESTE CARINHO!
PAZ E LUZ NO SEU CORAÇÃO...
MENINA JÁ ESTOU ATRASADA PARA IR PRA CAMINHA...TEMOS GENTE TRABALHANDO NO SÍTIO E TENHO QUE ESTAR LOGO DE MANHÃ LÁ...
BJ
GRAÇA

{♥Åññä Lµí§ä♥}_L€ØNARÐØ disse...

Bom Dia!
Vim deixar meu carinho e lhe desejar um belo dia e um excelente Final de Semana!

Beijoss fica com Deus!

ADRIANO NUNES disse...

Nereida,


obrigado pela visita e por acompanhar o meu blog. Gostei do seu e virei outras vezes.


Grande abraço,
Adriano Nunes.

Irene Moreira disse...

Nereida que maravilhoso, que paixão, que amor. Estou radiante com tão lindo poema. Parabéns por nos deleitar com tão lindos versos. Beijos

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails